A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), prorrogou, até o dia 5/7, as inscrições para os cursos de balé clássico e teatro, no Centro Municipal de Arte-Educação (CMAE) Nelson Neto, e de falar em público, artes visuais, arte multimídia, arte moderna, dança no período matutino, dança contemporânea, canto infantojuvenil, canto coral, flauta doce, percussão alternativa, teclado, tecnologia multimídia, teatro e violão do CMAE Aníbal Beça.

Os cursos são gratuitos para toda a comunidade e acontecem de forma presencial nos próprios CMAEs, sendo o Nelson Neto, na rua Rio Paudari (antiga Rua 11), s/nº, bairro São José 4, zona Leste, e o Aníbal Beça, localizado na rua J, no bairro São José Operário 3, na mesma região da cidade.

Os interessados devem se dirigir pessoalmente às unidades de ensino, munido de foto 3×4, xerox da certidão de nascimento ou RG; xerox do comprovante de residência e a declaração escolar atualizada.

Os cursos são realizados com materiais cedidos pela Semed e as aulas acontecem no contraturno escolar do estudante, atendendo aos discentes das escolas municipais e, também, das escolas estaduais, particulares, assim como aos pais e parentes dos estudantes e comunitários.

A gestora do CMAE Nelson Neto, Fabíola Santos, destacou a importância dos cursos para todos que gostam, mas principalmente a oportunidade proporcionada pelo poder público municipal para quem quer aprender e ingressar na arte.

“Os cursos de balé clássico e teatro ajudam no desenvolvimento da criança, adolescente e dos jovens. O nosso Centro de Artes oferece esses cursos de forma gratuita, através da Prefeitura de Manaus, com apoio da Semed. Eles ajudam com atividades complementares para as crianças que gostam de dançar, de atuar e que têm interesse em fazer os nossos cursos”, explicou.

De acordo com a gestora do Centro de Artes Aníbal Beça, Vanice dos Anjos, os cursos são abertos a toda comunidade que mora no entorno da unidade. “O nosso público-alvo são os alunos das escolas municipais, estaduais, particulares e comunidade adjacente. Lembrando que quem estiver estudando é necessário trazer a declaração da escola na qual esteja matriculado”, explicou Vanice.

Foto – Mário Oliveira / Acervo Semed

Deixe uma reposta

Por favor deixe seu comentário
Digite seu nome