Pelo segundo ano consecutivo, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar é a única secretaria da região Norte a receber uma formação continuada desenvolvida pelo Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), instituição vinculada ao Ministério da Educação (MEC). 

Com a participação de mais de 60 profissionais da educação, a assessoria de cooperação técnica acontece até a próxima quinta-feira (11/09), com o tema “Função do tradutor intérprete na sala de aula e Atendimento Educacional Especializado Bilíngue”.

A parceria entre a Secretaria de Educação e o Ines se dá por meio do Edital 003/2024, disponibilizado para instituições públicas de educação em todo o país. Com o objetivo de fortalecer as práticas docentes, disseminar metodologias inovadoras e proporcionar o desenvolvimento profissional dos educadores, o Ines trabalha com linhas de atuação, como é o caso do letramento em Matemática, tópico abordado na formação do último ano com a Secretaria de Educação. 

De acordo com a coordenadora da Gerência de Atendimento Educacional Especial (Gaee) da Secretaria de Educação, Hellen Prata, o esforço para ser selecionado pelo Ines, a partir do edital, foi recompensado.

“Estamos aqui com nossos profissionais das Salas de Recursos e intérpretes de Libras nas escolas estaduais. É um esforço da Gaee proporcionar momentos de formação, porque eles refletem na ponta, os nossos alunos têm contato com profissionais mais qualificados”, ressaltou a coordenadora.

Atividades 

Iniciada nesta terça-feira (09/07), a formação conta com apresentações teóricas e práticas sobre a função do intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) dentro de sala de aula e sobre as técnicas de atuação do atendimento educacional especializado bilíngue. A assessoria técnica também conta que com dinâmicas e discussões coletivas. 

“Por conta da inclusão dos alunos com deficiência nas escolas regulares, temos percebido, em todo o Brasil, uma preferência por este tópico que estamos abordando aqui hoje.  São questões atuais de reflexão no contexto educacional”, destacou a chefe da Divisão de Cooperação Técnica (Dicte) do Ines, Marcia Regina Gomes. 

Além da presença de professores da rede estadual, a formação continuada possibilitada pela Secretaria de Educação, também, alcança profissionais do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), da Associação dos Surdos de Manaus (Asman),  da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Secretaria Municipal de Educação de Manaus (Semed-Manaus). 

“É muito importante para estarmos alinhados nas novas estratégias da educação inclusiva. O professor, quando está bem orientado, tem a capacidade de gerir melhor as situações de dentro de sala de aula. É uma formação essencial”, destacou Lucrécio Brito, professor da rede estadual e participante da assessoria de cooperação técnica. 

Ao fim das atividades, os mais de 60 profissionais participantes receberão certificados de conclusão emitidos pelo próprio Instituto Nacional de Educação de Surdos. 

FOTO: Euzivaldo Queiroz/Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

Deixe uma reposta

Por favor deixe seu comentário
Digite seu nome