Fortalecendo o movimento nacional de vacinação contra a poliomielite, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dr. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), convoca pais e responsáveis para garantir a vacinação contra a poliomielite para crianças de até 4 anos. A campanha contra a doença segue até esta sexta-feira (14/06). 

A secretária de Estado de Saúde, Nayara Maksoud, pede o apoio da população para manter a vacinação das crianças em dia, um gesto simples que salva vidas. “A poliomielite pode levar à paralisia muscular dos membros inferiores de forma irreversível e até evoluir para óbito. A vacinação é a principal forma de prevenção”, destaca. 

A campanha está disponível nos postos de vacinação dos 62 municípios do Amazonas coordenados pelas Secretarias Municipais de Saúde, que são responsáveis pela operacionalização da imunização. Até esta quarta-feira (12/06), 17 mil doses da vacina contra poliomielite foram administradas em todo o estado.

No entanto, a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca a necessidade de um esforço coletivo ainda maior para ampliar o quantitativo de doses aplicadas. “A vacinação contra a poliomielite é uma barreira estratégica para evitar a reintrodução do vírus da doença, chamado poliovírus, no Amazonas e em todo o país”, afirma.

A gerente de imunização no Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE) da FVS-RCP, Angela Desirée, destaca que a poliomielite, conhecida como paralisia infantil, é altamente contagiosa e pode causar paralisia permanente. “A prevenção por meio da vacinação é a estratégia mais eficaz para impedir a disseminação do vírus”, destaca. 

Os pais e responsáveis podem obter mais informações sobre locais e horários de vacinação através das Secretarias Municipais de Saúde dos municípios onde residem. 

Os sintomas da poliomielite incluem febre, mal-estar, dores no corpo, vômitos, diarreia e, em casos graves, paralisias musculares, principalmente, nos membros inferiores. Não há cura para a poliomielite, tornando a vacinação a única forma eficaz de prevenção.

FOTO: Divulgação/FVS-RCP

Deixe uma reposta

Por favor deixe seu comentário
Digite seu nome