domingo, agosto 7, 2022
InícioSaúdePrefeitura promove mobilização para Semana Nacional da Hanseníase

Prefeitura promove mobilização para Semana Nacional da Hanseníase

Em preparação para a Semana de Mobilização Nacional da Hanseníase, a Prefeitura de Manaus promoveu na manhã desta segunda-feira, 20/12, no auditório do Complexo de Saúde Oeste, no bairro da Paz (zona Oeste), uma reunião com representantes da sociedade civil, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria de Estado da Saúde (Ses/AM), do Conselho Municipal de Saúde (CMS/Manaus), assim como profissionais da rede municipal de saúde que atuam diretamente no atendimento à população.

De acordo com a chefe do Núcleo de Controle da Hanseníase da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), enfermeira Ingrid Simone Alves dos Santos, o objetivo da reunião foi de mobilizar representantes da sociedade e profissionais de saúde para envolvimento na divulgação e execução da Semana Nacional da Hanseníase, marcada para o período de 17 a 22 de janeiro.

“A programação vai fazer parte do ‘Janeiro Roxo’, campanha nacional de prevenção e controle da hanseníase, e pretende intensificar a detecção precoce de casos da doença com ações coordenadas em todo o território nacional, facilitando o acesso ao diagnóstico, garantindo que o tratamento seja realizado de forma oportuna para evitar sequelas irreversíveis”, explicou Ingrid Santos.

Durante a Semana de Mobilização da Hanseníase, a Semsa irá trabalhar com as equipes atuando em bairros com maior incidência de casos de hanseníase no município de Manaus e que vão abordar os moradores para que respondam um questionário que poderá indicar casos suspeitos de hanseníase ou outra dermatose.

“Haverá uma seleção aleatória de ruas e domicílios para amostragem na busca ativa de casos suspeitos. A Semsa também organizou um fluxo de atendimento para casos indicativos de dermatoses e outros agravos, e será realizado o encaminhamento de acordo com a necessidade do paciente, com ênfase em dermatologia”, informou Ingrid Santos.

A enfermeira destacou ainda que o dia 22 de janeiro será o Dia “H” de Mobilização, com o envolvimento das dez Unidades de Saúde de horário ampliado, que realizam atendimento de segunda a sexta-feira, até 21h, e aos sábados, das 8h às 12h, para atendimento dos casos suspeitos de hanseníase.

“Mesmo existindo tratamento e cura para a hanseníase, os pacientes ainda sofrem com o preconceito e estigma em relação à doença. Isso é resultado muitas vezes da falta de informação, então o envolvimento de representantes de entidades sociais na mobilização e sensibilização da sociedade, é essencial para o controle da hanseníase”, reforçou Ingrid Santos.

Casos

O município de Manaus tem confirmado este ano um total de 94 casos novos de hanseníase, sendo sete em menores de 15 anos, com aumento de 34,29% quando comparado ao mesmo período do ano de 2020. Já em relação ao ano de 2019, há uma redução de 21,67% de casos novos.

“Essa redução em relação ao período pré-pandemia pode indicar o impacto da Covid-19 na detecção de novos casos da doença, considerando que a população evitou sair de casa para procurar atendimento nas unidades de saúde e, assim, não houve o diagnóstico. Mas o aumento de mais de 30% em relação ao ano passado, quando iniciou a pandemia, aponta uma importante retomada da detecção da hanseníase e que a população, até por causa do avanço da campanha de vacinação contra Covid-19, voltou a sentir mais segurança para procurar o atendimento”, afirmou a enfermeira.

— — —

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

 

Fotos – Divulgação / Semsa

ARTIGOS RELACIONADOS
spot_img

MAIS populares