CIF encerra festa clandestina com 500 pessoas na zona sul

Na zona sul de Manaus, os agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) fecharam quatro estabelecimentos que descumpriam o decreto governamental de prevenção da Covid-19. Ainda durante as fiscalizações, duas festas clandestinas foram encerradas por descumprimento de medida sanitária. Uma com mais de 2 mil pessoas, no Tarumã, e outra com mais de 500 pessoas, no bairro Centro, zona Sul.

Ao todo, 10 estabelecimentos foram vistoriados. Duas equipes foram montadas com determinação do secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, para verificar o cumprimento das medidas de prevenção à Covid-19. As fiscalizações ocorreram entre a noite de sábado (07/08) e a madrugada de domingo (08/08).

No Centro da capital, uma festa clandestina foi encerrada no clube esportivo Atlético Rio Negro, localizado na avenida Epaminondas. No local, cerca de 500 pessoas estavam reunidas em aglomeração, em descumprimento de decreto governamental. Uma viatura da Polícia Militar foi acionada para permanecer no local, evitando assim, que outras festas voltassem a acontecer.

O estabelecimento Bohemia Bar, localizado na avenida Sete de Setembro, Centro de Manaus, foi encerrado com a chegada dos fiscais da CIF. O local foi multado pelos agentes do Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM).

O fiscal sanitário Rednaj Mota, da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Doutora Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), disse que, dos dez estabelecimentos fiscalizados, quatro não estavam obedecendo o decreto vigente. “Fechamos uma festa clandestina no Centro da cidade, e outros três estabelecimentos estavam descumprindo o horário de funcionamento. Além do horário, estavam promovendo aglomeração de pessoas”, finalizou o fiscal.

 

Ação conjunta – A CIF, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), conta com apoio das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot), Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), FVS-RCP e Procon-AM.

 

Denúncias – Delações referentes a estabelecimentos comerciais ou festas clandestinas, que descumprem decreto governamental ou apresentem outras irregularidades, podem ser feitas ao 190 ou ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

 

FOTOS: Tarcísio Heden/SSP-AM

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar