Tentativa de reocupar Monte Horebe é desmobilizada pela Polícia Militar

Com coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a Polícia Militar do Amazonas desmobilizou um foco de reocupação irregular da antiga invasão Monte Horebe, na zona norte de Manaus, na manhã desta quarta-feira (24/02). A informação é de que infratores ligados a uma facção criminosa estão tentando lotear a área. Diversos lotes já estavam demarcados.

Esta é a segunda tentativa de reocupação irregular de terra em Manaus desmobilizada pela SSP, em menos de uma semana. Na quinta-feira passada (18/02), a polícia esteve na invasão José de Alencar, localizada no bairro Tarumã, zona oeste de Manaus. A área, que já havia sido reintegrada, estava sofrendo processo de ocupação irregular novamente. As pessoas abandonaram as barracas e fugiram. O trabalho foi realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

De acordo com o secretário de Segurança, Coronel Louismar Bonates, as ocupações serão reprimidas porque representam crime ambiental e também porque, por trás delas, estão membros de facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas. “Não vamos permitir que essa situação ocorra”, enfatizou o titular da SSP.

De acordo com denúncias, a área da antiga Monte Horebe estava sendo ocupada irregularmente, desta vez, sob a liderança de traficantes de outra facção criminosa que planejavam transformar a região em reduto do crime.

Conforme o secretário, as informações apontaram que os suspeitos estavam tentando reproduzir a antiga invasão do Monte Horebe com o nome de Nova Jerusalém.

“Estamos aqui para verificar quais são essas áreas, estamos reforçando o policiamento, pois aqui já estava sendo patrulhado constantemente pela Polícia Militar. Como é uma área muito grande, eles estavam tentando burlar essa fiscalização e tentar iniciar uma invasão, que serão reprimidos com todo vigor necessário”, disse.

Denúncias – Informações sobre invasões nas proximidades do Viver Melhor ou sobre os responsáveis podem ser repassadas ao 181, disque-denúncia da SSP ou através do site www.ssp.am.gov.br.

“Seus dados serão preservados. Nós não vamos permitir novas invasões em Manaus, novos guetos sob o domínio do tráfico”, salientou Bonates.

FOTOS: Erikson Andrade / SSP-AM

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar