Governo do Amazonas inicia obras de manutenção da Estrada de Balbina

Conhecida como Estrada de Balbina, a rodovia AM-240, que liga a sede do município de Presidente Figueiredo à Vila de Balbina, onde fica a hidrelétrica que fornece energia para Manaus, está recebendo serviços de recuperação, conservação e manutenção. A ação é uma iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).

Com investimento de R$ 11.631.808,01, a obra prevê a realização de serviços de conservação e manutenção desde sua entrada, situada à altura do KM 103 da BR-174, até a Usina Hidrelétrica de Balbina, em um percurso de 80 quilômetros.

Os serviços contemplam ações de tapa-buracos e recapeamento com recomposição de leito e subleito, recuperação do sistema de drenagem superficial e profunda, e ainda limpeza e pintura da lateral da pista com roçagem mecânica e manual, além de outros serviços.

A empresa responsável pela obra mobilizou máquinas do tipo retroescavadeira, pás carregadeiras, rolos compactadores do tipo pé-de-carneiro e de chapa, grade de disco, compactador manual, espargidores, vibro acabadora, caminhões pipas, basculantes e equipamentos manuais necessários para a realização dos serviços. A obra está gerando cerca de 300 empregos diretos e indiretos.

A Estrada de Balbina é o principal acesso até à hidrelétrica de Balbina e também permite o escoamento da produção local, como é o caso da produção oriunda do ramal da Morena. A economia, naquela área, inclui o cultivo de hortifrutigranjeiros, a produção de leite e principalmente, o plantio de cupuaçu, fruto do qual o município é líder no estado. A pesca esportiva, em Balbina, também é um forte integrante na formação do Produto Interno Bruto (PIB) do município.

Distante 117 quilômetros da capital, Presidente Figueiredo tem atualmente 36.279 habitantes, de acordo com dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Fotos: Divulgação/Seinfra

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar