Governo vai testar todos os profissionais da educação para Covid-19

O Governo do Amazonas vai disponibilizar, a partir de terça-feira (18/08), as testagens para detecção do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que causa Covid-19, em 30 mil profissionais da rede pública estadual de ensino, sendo 15 mil na capital e 15 mil no interior. Os testes devem ser agendados a partir da segunda-feira (17/08), pelo aplicativo Sasi, disponível gratuitamente para download nas lojas virtuais App Store e Google Play.

Nessa primeira etapa, os testes serão direcionados para os profissionais da capital, pelo fato de estarem já atuando nas escolas desde o último dia 10 agosto. A aplicação dos testes rápidos agendados será realizada na Escola de Enfermagem de Manaus, da Universidade Federal do Amazonas (EEM/Ufam), na rua Terezina, 495, bairro Adrianópolis, e em regime drive-thru, no Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho (Sambódromo).

Além da testagem massiva, o Governo do Estado, por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), também vai intensificar o monitoramento nas escolas com a execução do programa “Vigilância Ativa”, com o intuito de promover a identificação de casos suspeitos, com isolamento imediato dentro das escolas e a investigação desses casos, por meio de notificação feita através do aplicativo Sasi.

“Temos duas ótimas notícias que são o uso de um aplicativo para as equipes de vigilância de cada escola, o aplicativo Sasi, o que vai oportunizar maior rapidez na notificação, investigação e medidas de controle em cada escola, e também a testagem massiva dos profissionais da educação. A partir de segunda-feira a comunidade escolar, incluindo os professores, poderá fazer seu agendamento via aplicativo Sasi, e a partir de terça-feira, já de acordo com o cronograma, ir até um dos nossos centros de testagem para fazer o seu teste”, destacou a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto.

Aquisição e resultados dos testes – A aquisição dos testes rápidos passou por um processo de dois meses de licitação. A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) homologou a licitação, e os testes passaram a estar disponíveis para serem aplicados. As ações de testagens são coordenadas pela FVS-AM e realizadas em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Desporto.
O resultado do exame será enviado via e-mail, não sendo necessário esperar no local. O horário de funcionamento é das 8h às 17h. O profissional deve apresentar identificação funcional.

Retorno tranquilo – Nesta primeira semana de retorno às aulas na rede pública estadual de ensino em Manaus, a Secretaria de Educação registrou a participação de 80% dos alunos em salas de aula, e o retorno de 90% dos professores, pedagogos e demais trabalhadores da educação às suas atividades.

Conforme o secretário de Educação, Luis Fabian Barbosa, foi reforçada, ao longo de toda a semana, a necessidade de observância estrita de protocolos de afastamento, uso de máscaras e higienização das mãos pelos alunos.

“O resultado foi que na primeira semana ocorreu dentro da mais tranquila normalidade. O dia a dia das escolas tem corrido com tranquilidade, e para essa segunda semana manteremos o mesmo esquema de presença e frequência dos alunos em dois blocos, no modelo híbrido, no nosso escalonado, já nos preparando para o segundo ciclo, que é o ciclo do Ensino Fundamental”, explicou.

Luis Fabian ressalta que as medidas de prevenção para a segunda semana seguirão todos os protocolos para garantir a segurança necessária nas unidades escolares.

“Precisávamos retornar para que pudéssemos retomar o processo de educação e de transformação das crianças e jovens do nosso estado e, seguindo todos os protocolos, tudo vai dar certo. O Estado do Amazonas tem se preocupado, antes de mais nada, com a saúde e o bem-estar de toda a comunidade escolar, e nós vamos lutar para garantir o bem-estar de todos, monitorando o atendimento aos protocolos para criar um ambiente necessário para que a aprendizagem volte a acontecer”.

Casos notificados – Segundo a FVS-AM, foram notificados 10 casos suspeitos de Covid-19, nesse retorno das aulas, em Manaus, sendo oito em professores e dois em alunos. Conforme Rosemary Costa Pinto, esses casos não foram adquiridos nos ambientes escolares.

“Em primeiro lugar, a nossa vigilância ativa nas escolas está funcionando plenamente. Ela está sensível e captando os possíveis casos que possam ser detectados no ambiente escolar. Esses 10 casos, oito em professores e dois em alunos, são casos de transmissão comunitária, não foram adquiridos no ambiente escolar e foram manejados oportuna e adequadamente”, assinalou, acrescentando que os casos receberam atenção conforme os protocolos.

“Os pacientes foram isolados, encaminhados para atendimento médico, e as equipes de vigilância epidemiológica estão fazendo as investigações. Todos os casos terão coletas de amostras para exames por PCR, que é o padrão ouro para que nós possamos realmente identificar quem está em transmissão ativa e cuidar adequadamente desses casos e dos seus contatos”, explicou.

Estrutura preparada – O secretário executivo da capital da Susam, Thalles Schincariol, destaca que a rede estadual de saúde possui estrutura preparada para atender a população.

“A gente teve grandes desafios para readaptar todo o nosso sistema de saúde, assim como todos os outros estabelecimentos comerciais, inclusive as escolas. Obedecendo a essas regras, junto à FVS, a gente montou uma força-tarefa nesses últimos quase cinco meses, e hoje a gente consegue ter um controle dentro da saúde pública, com a abertura das salas rosas. Depois a gente foi fechando os hospitais de ponta para receber as demandas reprimidas. Temos recebido bem essas regras e estamos conseguindo controlar bem a doença aqui em Manaus”.

FOTOS: Bruno Zanardo/Secom

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar