Vídeo chocante: Mulher morre na porta de Hospital e Susam nega ter havido negligência

Mulher já teria chegado em óbito

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) esclarece que o Hospital Nilton Lins não negou atendimento à paciente que já chegou à unidade em óbito. Foi feito procedimento de reanimação, sem sucesso.  Foi explicado aos familiares que o hospital é área de risco biológico, por isso são tratados exclusivamente pacientes de Covid na unidade.

Após o atendimento, o Hospital forneceu o atestado de óbito e deu as demais orientações à família.

O Hospital  Nilton Lins, assim o como o Hospital Delphina Aziz e o Hospital Getúlio Vargas somente recebem pacientes encaminhados das outras unidades de saúde definidas, no fluxo de atendimento,  como portas de entrada para síndromes respiratórias.

A orientação dada à população desde o início da pandemia é buscar por atendimento em  um dos nove SPAs, duas UPAs e três prontos-socorros da rede estadual , além das UBSs do município.

Unidades da Rede Estadual referência para atendimento de pacientes com síndrome respiratória

HPS

• Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto

• Hospital e Pronto Socorro Dr Aristóteles Platão Bezerra de Araújo

• Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado

Serviços de Pronto Atendimento (SPAs)

• SPA Alvorada

• SPA Coroado

• SPA Zona Sul

• SPA Joventina Dias

• SPA Eliameme Mady

• SPA São Raimundo

• SPA José Lins (Redenção)

• SPA Antônio Aleixo

• SPA Danilo Corrêa

Unidades de Pronto Atendimento (UPAs)

• UPA Campos Salles

• UPA José Rodrigues

•      Procurar também as UBSs do município

 

Atenção, as imagens deste vídeo são altamente chocantes!

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar