Amazonas tem 1.554 casos de Covid-19 e óbitos passam de 100

Plano é desenvolvido em parceria com Ministério da Saúde; enquanto UEA forma novos profissionais para a rede pública

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) registrou mais 70 casos do novo coronavírus (Covid-19) no balanço divulgado nesta quarta-feira (15/04), totalizando 1.554 casos no Amazonas. Nas últimas 24 horas, mais 16 óbitos que estavam em investigação foram confirmados tendo coronavírus como causa, elevando para 106 o número de mortes.

Em entrevista on-line, a secretária de Saúde do Amazonas, Simone Papaiz, informou que o Estado avançou no Plano de Resposta Estadual, que está sendo implantado pelo Ministério da Saúde, com consultoria do Hospital Sírio Libanês. Ela ressaltou, também, que a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) tem capacitado novos médicos, enfermeiros e farmacêuticos que terão a formatura antecipada, para somar no enfrentamento ao coronavírus.

Também participaram da entrevista, transmitida nas redes sociais do Governo do Amazonas, a diretora-presidente da FVS, Rosemary Pinto e o médico infectologista Marcus Lacerda, da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

Casos confirmados – Do total de casos de Covid-19 no Amazonas, 1.350 são na capital e 204 no interior do estado, em 18 municípios.

O maior número de casos está em Manacapuru (111), em seguida Itacoatiara (15), Iranduba (14), Parintins (11), Santo Antônio do Içá (10), São Paulo de Olivença (9), Tonantins (9), Presidente Figueiredo (6), Tabatinga (3), Anori (3). Cinco municípios têm dois casos cada: Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Lábrea, Novo Airão e Tefé. Outros três municípios apresentam um caso cada um: Anamã, Boca do Acre e Manicoré.

Isolamento e internação – Atualmente, há 1.114 pessoas com diagnóstico positivo para Covid-19 que estão se recuperando em isolamento social, o que representa 71,69% do total.

Entre os casos positivos do novo coronavírus, há 140 internados, sendo 70 em leitos clínicos e 70 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da rede pública (40) e da rede privada (30).

Há, ainda, outros 439 pacientes suspeitos internados, que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 334 estão em leitos clínicos (156 na rede privada e 178 na rede pública); e 105 estão em UTI (58 na rede privada e 47 na rede pública).

De acordo com a diretora-presidente da FVS, 700 pacientes que apresentaram quadro clínico compatível com a doença fizeram o teste e aguardam o resultado do Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen).

Nos últimos seis dias, o número de pacientes recuperados, que recebem alta médica por estarem fora do período de transmissão do vírus, vem subindo. Na sexta-feira, dia 10, eram 44. Nesta quarta-feira (15/04), os recuperados somam 194.

A quantidade de pacientes internados vem diminuindo. Na sexta-feira (10/04), quando o Amazonas tinha 981 casos de Covid-19, 222 pacientes confirmados estavam internados em leitos clínicos e de UTI; enquanto 747 se recuperavam em isolamento domiciliar.

Hoje, com 1.554 casos confirmados, 1.114 se recuperam em casa e 140 estão internados em unidades públicas e privadas de saúde.

Assistência – A secretária da Susam, Simone Papaiz, enfatizou que o Amazonas tem avançado no no Plano de Resposta Estadual para a rede de saúde, em parceria com profissionais do Hospital Sírio Libanês.

“Os profissionais vieram para fazer o aporte para que a gente possa fazer um desenho de crise. Os trabalhos iniciaram ontem, já tivemos, no período da manhã e no período da tarde, o Gabinete de Crise, que foi composto por profissionais estratégicos da Susam, junto com a vigilância, além de representantes das cooperativas médicas e representantes do município”, detalhou Simone.

Ela também ressaltou que a UEA tem capacitado os formandos de medicina, enfermagem e farmácia que terão a formatura antecipada para atuarem na rede pública de saúde.
“Hoje pela manhã eu estive em uma videoconferência com o reitor da UEA, Cleinaldo Costa. Ele me reafirmou que a própria universidade tem um centro de treinamento para que esses profissionais saiam da universidade já com a capacitação, com esse treinamento”, frisou a secretária.

A UEA realiza, a partir da próxima sexta-feira (17/04), a formatura em caráter especial de novos profissionais da saúde. A antecipação da colação de grau será possível graças à resolução nº 07/2020 publicada pela UEA, com o objetivo de ampliar a oferta de profissionais disponíveis para atuar no enfrentamento à pandemia. É exigido que o formando já tenha cumprido, no mínimo, 80% da carga horária total do seu curso.

Óbitos – Mais 16 mortes por Covid-19, todas de pacientes de Manaus, foram confirmadas pela FVS, totalizando 106 óbitos no Amazonas.

Deste total, três foram no município de Manacapuru: uma mulher de 76 anos, que morreu no último dia 6; outra de 78 anos, que morreu no último dia 11; e uma terceira mulher de 64 anos, que veio a óbito ontem (14/04). Nenhuma das três apresentava outras doenças associadas.

Uma das mortes ocorreu no Careiro Castanho, um homem de 67 anos que faleceu ontem (14/04) e tinha histórico de diabetes e doença cardiovascular.

Outro óbito de paciente do interior foi em Tefé, uma mulher de 51 anos, sem comorbidades, que morreu no último dia 13.

Do total de 16 novos óbitos confirmados, 11 foram de pacientes de Manaus, ocorridos entre os dias 9 e 14 deste mês. Destes, nove eram homens, dos quais quatro não apresentavam comorbidades; sendo dois de 59 anos, um de 43 anos e outro de 83 anos.

Os outros cinco homens foram: um de 69 anos, que tinha hipertensão; outro homem de 63 anos, com doença cardiovascular; um homem de 87, com hipertensão; um homem de 74, que era diabético; outro de 73, que tinha diabetes e hipertensão.

Duas mulheres também foram confirmadas entre os óbitos: uma delas tinha 61 anos, era portadora de doença pulmonar e obesidade e faleceu no último dia 13. A outra mulher tinha 84 anos, não tinha histórico de outras doenças associadas e morreu nesta terça-feira (14/04).

Do total de 106 óbitos ocorridos no Amazonas, desde o início da pandemia, 92 foram de pacientes de Manaus e 14 do interior, dos municípios de Manacapuru (6), Parintins (3), Iranduba (1), Careiro Castanho (1), Novo Airão (1), Tefé (1) e Manicoré (1).

Outros nove óbitos estão em investigação pela FVS-AM.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar