Prefeitura e governo do Estado entregam novo espaço para atender pessoas em situação de rua

Com a campanha “Fique em casa”, que alerta sobre a necessidade do isolamento social e os cuidados de prevenção ao novo coronavírus, causador da Covid-19, a Prefeitura de Manaus está adotando medidas de proteção também às pessoas que não têm moradia. Nesta quarta-feira, 1º/4, foi disponibilizado um novo espaço de atendimento para pessoas em situação de rua, em parceria com o governo do Estado, no Centro de Convivência Estadual do Idoso (Ceci), localizado na rua Wilkens de Matos, s/n°, bairro Nossa Senhora Aparecida, zona Sul.

A capacidade do local é de ofertar, diariamente, 250 refeições, além de higienização para o público. “Nós estamos seguindo todas as determinações do prefeito Arthur Virgílio Neto e as recomendações da Secretaria Municipal de Saúde, a Semsa. É importante lembrar que uma parte da população vive em situação de rua e devemos ter um olhar redobrado neste período. Além dos nossos serviços, estamos agora ampliando para que possamos atender mais pessoas”, destacou a titular da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Conceição Sampaio.

As equipes de abordagem do órgão municipal de assistência social estarão realizando a orientação quanto aos sintomas e prevenção da Covid-19. Caso um usuário seja identificado, será realizado encaminhamento para uma unidade de saúde para os cuidados necessários.

No primeiro dia de almoço, Antônio Agenor, 52, que vive em situação de rua há seis anos, fez um agradecimento pela refeição servida. “Dou graças a Deus por esse almoço, que é de qualidade, e estava muito gostoso. Obrigado a todos os envolvidos”, agradeceu.

O atendimento no Ceci recebe o apoio das Organizações da Sociedade Civil (OSC), Nova e Eterna Aliança, Vida Alegre, Casa de Sara, Desafio Jovem, Mais Amor e Nacer.

Equipamentos

O Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP), no bairro Petrópolis, zona Sul, está dando continuidade também nos serviços de distribuição de refeições (café e almoço) e espaço de higiene para lavagem de roupas e banho, atendendo, diariamente, 70 pessoas, no horário de 8h às 14h.

Já o Serviço de Acolhimento Institucional Amine Daou Lindoso (SAI), que acolhe provisoriamente 30 adultos do sexo masculino com vínculos familiares rompidos ou fragilizados, reforça as informações de prevenção e higiene, evitando ao máximo a saída e circulação dos assistidos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar