Morre a atriz Hilda Rebello, mãe do diretor Jorge Fernando, dois meses após o filho

A atriz Hilda Rebello, mãe do diretor Jorge Fernando, morreu neste domingo (29), no Rio de Janeiro. A artista de 95 anos estava internada no CTI do Hospital Pró-cardíaco, em Botafogo, na Zona Sul da cidade, há uma semana. A informação foi confirmada pela família da atriz através de rede social e pelo hospital.

O velório está marcado para esta segunda-feira (30), a partir das 10h, no crematório da Penitência, no Caju, Zona Portuária. A cerimônia de cremação está marcada para as 15h30.

Hilda estava tratando uma infecção respiratória e, em nota, o hospital explicou que a morte ocorreu em decorrência de complicações associadas a infecção respiratória.

Jorge Fernando morreu aos 64 anos, no fim de outubro, após uma parada cardíaca.

Atriz tardia

Hilda, que também é atriz, foi parceira do filho em diferentes produções e soma mais de 30 anos de atuação.

Mas sua carreira nos palcos e atrás das câmeras começou tarde – e por insistência do filho.

A então professora de corte e costura entrou no curso do Teatro Tablado – um dos mais tradicionais do Rio – aos 62 anos. Seis anos depois, fazia sua estreia na peça “Uma historia de boto vermelho” – o que lhe rendeu, em 1994, uma entrada no Guinness, o Livro dos Recordes, como a mais idosa a estrear em palcos.

Na TV Globo, seu primeiro trabalho foi em 1989, na novela “Que Rei Sou Eu?”, como Ama Zefa. O mais recente foi em 2016, em “Haja Coração”.

Também foi a avó do Menino Maluquinho na versão para o cinema, em 1994.

Com informações de O Globo

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar