Criança morre durante cirurgia na Hapvida e pai acusa médicos de negligência

Uma criança de apenas 10 anos de idade morreu durante uma cirurgia cardíaca no Hospital Hapvida, em Manaus. O pai de Arthur Areias, o advogado Robert Lincoln, acusa a equipe de negligência médica durante a cirurgia, na quarta-feira, no hospital Rio Negro da Hapvida. O caso foi relatado, neste sábado (30), por ele nas redes sociais

Segundo a publicação do advogado, foi constatado um sopro no coração da criança e ela teria que passar por procedimento cirúrgico. Após diversos exames, teriam dito que o menino estava apto para o procedimento. Ainda segundo relato do pai, os médicos teriam garantido que o processo era simples e estavam prontos para qualquer imprevisto.

Este portal publica a íntegra da postagem do advogado nas redes sociais e o vídeo em que ele se despede do filho, sem saber o que aconteceria em seguida.

HOSPITAL RIO AMAZONAS – ANTIGA UNIMED DA RUA BELÉM – HAPVIDA – EQUIPE MÉDICA QUE OPEROU MEU FILHO: Dr. LUÍS SARAIVA e…

Posted by Robert Lincoln Da Costa Areias on Saturday, November 30, 2019

“Meu filho se despedindo de mim! O olhar de medo, pânico e pavor como quem me dissesse: “Papai não me deixe morrer”. Dentro do centro cirúrgico onde eu ainda acompanhei ele até a entrada ele falou no meu ouvido “Papai o senhor promete que vai dar tudo certo e que eu vou voltar pra nossa casa???” ASSISTAM O VÍDEO DO MEU FILHO ENTRANDO VIVO E SAUDAVEL NAQUELE MALDITO CENTRO CIRÚRGICO ONDE “OS MELHORES CIRURGIÕES DE EXCELÊNCIA ALI ESTAVAM E HAVIAM ME GARANTIDO QUE TUDO DARIA CERTO”. Entregaram meu filho morto! A Funerária Viana me disse que não tiveram o respeito de fechar o peito do meu filho e ele chegou lá de peito aberto com tudo exposto apenas com um pano em cima!!!! PODEM SER MÉDICOS DE EXCELÊNCIA LÁ NA CASA DO CARALHO MAS COMIGO E COM MEU FILHO NÃO FORAM! NÃO TIVERAM A COMPETÊNCIA NECESSÁRIA PARA REVERTER EVENTUAIS COMPLICAÇÕES QUE PUDESSEM OCORRER! A ENFERMEIRA DO CENTRO CIRÚRGICO AINDA FOI LÁ NA SALA DE ACOLHIMENTO E DISSE : “NÃO SE PREOCUPEM QUE ESTÁ TUDO INDO CERTO ESTÁ TUDO BEM OS MÉDICOS JÁ ESTÃO ACABANDO E ELES JÁ ESTÃO ATÉ CONVERSANDO ENTRE SI NA MAIOR TRANQUILIDADE FIQUE CALMO PAIZINHO.” E quando retornaram os médicos disseram: “ ROBERT FIZEMOS TUDO MAS TEU FILHO NÃO RESISTIU.” A Justiça Divina será feita! Seus abutres!!!! VOCÊS ME GARANTIRAM ENTREGAR MEU FILHO VIVO E AINDA DISSERAM QUE ELE IRIA LEVAR UMA VIDA NORMAL E SAUDÁVEL E QUE IRIA JOGAR FUTSAL NOVAMENTE! No olhar do meu filho na mesa de cirurgia eu vi ele de cabeça baixa e triste como quem dissesse: “ ESTOU PARTINDO PAPAI”. Meu filho Arthur PERDOA O TEU PAI EM NOME DO SENHOR JESUS! O tal do famoso e conceituado médico de excelência GEORGE BUT ainda chorou comigo antes da cirurgia e no meio da cirurgia! Chorou! Ele sabia que meu filho já estava morto. Ele me prometeu trazer o Arthur de volta. Depositei toda minha fé e esperança no outro renomado e conceituado e famoso médico de excelência LUÍS SARAIVA que me afirmou que caso o coração não voltasse a funcionar existia uma seria de procedimentos para fazer bater novamente e o coração do meu filho não aguentou, entrou em colapso e falência. Voltando ao NOBRE GEORGE BUTEL médico famoso e super competente (que deixou meu filho morrer) APÓS ME DAR A NOTÍCIA DA MORTE DO MEU FILHO EU PERGUNTEI: “E SE O ARTHUR NÃO TIVESSE SIDO OPERADO?”
E ELE RESPONDEU: “TEU FILHO IRIA VIVER NO MÁXIMO ATÉ 20 anos” PORRA CARALHO ENTAO QUE NÃO OPERASSE O MENINO E DEIXASSE ELE VIVER ATÉ 20 ANOS E DEIXASSE O CORAÇÃO DELE PARAR SOZINHO. ISSO NÃO VAI FICAR ASSIM!!!!!!”

Te amo Arthur! Te amo meu amorzinho! Perdoa o papai por ter autorizado aquela maldita cirurgia naquele hospital que é um…

Posted by Robert Lincoln Da Costa Areias on Saturday, November 30, 2019

 

O médico George Adrson Butel Tavares, cirurgião responsável pelo procedimento, também divulgou nota sobre o assunto:

“Compreendo o sentimento desse Pai e a necessidade de exteriorizar, nesse momento difícil, a sua dor. Sou pai e sei o amor que temos por nossos filhos.

Sou Médico. Dediquei horas de minha vida estudando anatomia, fisiologia e patologia para entender o mecanismo do organismo humano. Me aperfeiçoei em Cirurgião Geral em Cirurgia Cardíaca Adulto e, posteriormente, em Cirurgia Cardíaca Pediátrica. Senti necessidade de entender o Ser Humano, a Pessoa que habita esse organismo. Dediquei-me aos estudos das ciências humanas e tornei-me Advogado. Mas tanto conhecimento para ficar guardado comigo?
Resolvi compartilhar e tornei-me Professor de Medicina.

Nunca, em toda minha trajetória profissional, encontrei-me diante de situação tão atípica. Trabalho como um médico artesão. Conserto Corações que já nascem com defeitos. Estrutura nobre e única, que chega em minhas mãos distorcida, com furos, faltando peças, frágeis e em falência. Tenho que desafiar a criação da perfeição Divina na tentativa de torná-los mais próximo do normal, funcionais. Nada fácil.

Na medicina, a Cirurgia Cardíaca Pediátrica encontra-se no mais alto grau de complexidade, devido ao alto risco que ela representa. Responsabilidade profissional elevada. Jamais se pode garantir resultados, expôe-se que todos os meios disponíveis estão empregados para se fazer o melhor, mas a medicina não é exata e nem sempre os resultados pretendidos serão alcançados.

O homem médico não tem o poder da cura, ele trata, mas a cura é competência divina.

Já realizei, aproximadamente, mil cirurgias cardíacas em minha vida. Consegui reverter situações difíceis, quase impossíveis, já ajudei muitas crianças, consertei muitos corações. Mas, lamentavelmente, também já perdi algumas.

Sempre procurei ter uma relação muito aberta com pacientes e familiares. Nunca dou garantias, dou esperanças, que é no que acredito. Explico sempre dos riscos, dos benefícios e se vale a pena tentar, mas sempre dividindo responsabilidade e respeitando a vontade do paciente ou responsável.

Jamais colocaria em risco a vida de alguém se não fosse em busca de um benefício maior, mas não tenho como prever o futuro.

Não tenho explicações médica e técnicas para certas coisas que acontecem nesse contexto, pois parece fugir do plano do conhecimento humano. Mas tenha certeza que houve dedicação profissional, que todos os esforços foram feitos, que todos os meios disponíveis para reverter o ocorrido foram empregados, mas lamentavelmente, não temos o controle de tudo.

Pai, penso que não tenho as palavras que você gostaria de ouvir para confortar-te. Mas se no seu coração você acha que falhei, peço te Perdão e compartilho com você essa dor. Neste momento, oro a Deus por você e toda sua família. Mas tenho que continuar minha jornada e busco força em tudo isso para que eu possa continuar meu ofício de poder ajudar crianças que todos os dias nascem com defeitos cardíacos.

Que DEUS te conforte.”

:

Artigos relacionados

3 pensamentos “Criança morre durante cirurgia na Hapvida e pai acusa médicos de negligência”

  1. essa porra desse convenio só tem gente bandida lá, também fui vitima de extorsão médica lá, porque eu vi antes da cirurgia que os papeis não estavam condizentes com a cirurgia que eu ia fazer falei com o medico e ele me garantiu e disse que eu ficasse tranquilo que minha cirurgia seria exatamente o que eu precisava, quando acordei até o corte não tinha nada a ver com minha cirurgia, parei de pagar aquela merda, por é uma quadrilha não consegui nem um documento com ele para que eu pudesse os processar, e agora estou mais fudido do que antes e vou ter que me sujeitar a uma nova cirurgia, bando de bandidos atuando em manaus e ninguem vê, e toma providencias.

  2. Que triste, meu Deus! Coitado desse pai! Nem toda história como essa tem finais felizes! O céu ganhou uma estrelinha! Amigo, conte a sua história no quem ama não esquece da band. É só colocar o seu e-mail e a sua história pode ir ao ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar