sábado, agosto 13, 2022
InícioSaúdeAgentes de saúde iniciam diagnóstico de infestação do Aedes em novas localidades

Agentes de saúde iniciam diagnóstico de infestação do Aedes em novas localidades

Continuando as ações do 2º Diagnóstico de Infestação do Aedes aegypti do ano de 2019, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciaram a programação dessa semana em novas localidades nos bairros da Paz, Alvorada 1 e 2, Redenção, Centro, Praça 14, Petrópolis, Colônia Terra Nova, Monte das Oliveiras, Tancredo Neves e Jorge Teixeira.

O diagnóstico de infestação, que começou em Manaus no dia 4/11, consiste na visita domiciliar realizada por agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, que trabalham na identificação e coleta das larvas do mosquito, eliminando os reservatórios de água que podem servir como criadouros do Aedes aegypti dentro dos domicílios.

O chefe do Núcleo de Controle da Dengue da Semsa, Alciles Comape, informa que até a última sexta-feira, 8/11, foram vistoriados 10.329 imóveis, representando 37% da meta.

“Até o dia 19 de novembro, quando o diagnóstico será encerrado, o objetivo é atingir 27.977 imóveis distribuídos em todos os 63 bairros de Manaus. Após esse trabalho, a Prefeitura de Manaus terá as informações necessárias para determinar o nível de risco para as doenças que são transmitidas pelo Aedes e poderá definir as novas ações prioritárias de controle da dengue, zika e chikungunya”, afirma Alciles Comape.

Programação

Nesta terça-feira, 12/11, as equipes de agentes de saúde irão atuar em localidades nos bairros Redenção, Planalto e Tarumã (zona Oeste); Petrópolis, São Francisco e Japiim (zona Sul); Nova Cidade (zona Norte); Tancredo Neves e Jorge Teixeira (zona Leste).

Na quarta-feira, 13/11, serão visitados imóveis nos bairros Planalto, Redenção, Ponta Negra e Tarumã (zona Oeste); Japiim, Crespo, Raiz, Betânia e São Lázaro (zona Sul); Santa Etelvina e Lago Azul (zona Norte); e Jorge Teixeira.

Na quinta-feira, 14/11, as equipes estarão no Tarumã e Tarumã Açu (zona Oeste); Morro da Liberdade, Educandos, Santa Luzia, Colônia Oliveira Machado e Vila Buriti (zona Sul); e no Jorge Teixeira.

“A metodologia de trabalho do levantamento da infestação do Aedes estabelece que 20% dos imóveis no município sejam vistoriados. Dependendo das características do território geográfico, as ações nos bairros e localidades são encerradas em um único dia ou demandam um período maior de tempo”, esclarece Alciles Comape.

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

ARTIGOS RELACIONADOS
spot_img

MAIS populares