Veja a íntegra da decisão que suspendeu domiciliar e concede prisão preventiva para Alejandro

O desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), revogou a decisão que concedeu prisão domiciliar a Alejandro Molina Valeiko, nesta segunda-feira (7). O filho da primeira-dama teve a prisão temporária novamente decretada e deve permanecer separado dos demais detentos em presídio.

Alejandro Molina estava internado em uma clínica psiquiátrica no Rio de Janeiro, e retornou para Manaus na manhã desta segunda (7). Do Aeroporto, ele seguiu para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Uma decisão da Justiça do Amazonas havia concedido prisão domiciliar e Alejandro ficaria em casa, com vigilância integral e acompanhamento médico.

Clique no link abaixo para visualizar a íntegra da decisão

Decisão

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar