Seinfra retoma obras do Anel Leste, em Manaus

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), retomou as obras de construção e implantação do Anel Leste, que vai interligar o Distrito Industrial de Manaus ao Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. O projeto do Anel Leste prevê uma ligação de 17,6 quilômetros entre a avenida Margarita, bairro Nova Cidade, zona norte de Manaus, com a alameda Cosme Ferreira, nas proximidades da Escola Agrícola, no Distrito Industrial II, zona leste da capital.
A obra do Anel Leste inicia próximo à reserva Adolpho Ducke, no bairro Cidade de Deus, zona norte, e vai colaborar para reduzir custos e tempo de transporte, além de desviar o tráfego de veículos pesados da área central da cidade. No momento, estão em andamento obras de corte, aterro e terraplanagem em um trecho de 1.800 metros em uma área próxima à reserva Adolpho Ducke.
No local, ainda estão andamento a construção de oito galerias e passagens de fauna. Duas das quatro pontes projetadas para este trecho já estão prontas. De acordo com o projeto, o Anel Leste será implantado com duas pistas, tendo 10,80 metros de largura, com três faixas de 3,60 metros em cada uma. Os passeios laterais terão 3 metros de largura e canteiros com 5 metros. Ao longo do trecho serão implantadas 22 baias para paradas dos ônibus.
“A retomada de uma obra estruturante como a do Anel Leste reflete a determinação de um governo que se preocupa com a mobilidade urbana e com o bem-estar da população, promovendo a realização de obras de grande impacto na vida das pessoas. Assim como no interior, a capital conta com obras de infraestrutura importantes para a população”, explicou o secretário da Seinfra, Carlos Henrique Lima.
Mobilidade – O Governo do Estado vai entregar 50% das obras do Anel Viário Sul até o final deste ano. A obra, que interliga a avenida Santos Dumont, na zona sul da capital, ao complexo José Henriques, no entroncamento com a avenida Torquato Tapajós, apresenta um percentual físico de 35% de execução.
As obras do Anel Sul e o Anel Leste são importantes em termos de mobilidade urbana e de interligação do tráfego de veículos entre as zonas norte, leste e centro-sul de Manaus. A avenida das Torres está inserida nesse contexto, sendo o maior corredor viário construído em Manaus nos últimos anos.
Interligação – Essas obras quando forem concluídas serão interligadas da seguinte maneira: Quem vem da avenida Torquato Tapajós pegará a avenida Arquiteto José Henriques, no bairro Monte das Oliveiras, passará pela avenida Margarita, no conjunto Nova Cidade, no ramal do Brasileirinho e seguirá até o trevo da alameda Cosme Ferreira com a avenida Norte-Sul, até chegar ao Distrito Industrial.
FOTOS: EDUARDO SILVA/SEINFRA

 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar