Obra do sistema viário da Constantino Nery inicia segunda fase de demolições

Com pouco mais de três meses de execução, a obra do Complexo Viário Roberto Campos, na avenida Constantino Nery, continua avançando e, nesta semana, entrou na segunda fase de demolições em uma área de 408 metros quadrados. Os serviços realizados pela Prefeitura de Manaus envolvem 150 operários, direta e indiretamente, divididos em três turnos de trabalho, e atendem ao cronograma estabelecido, que já atingiu 20% de obra executada.

O novo sistema viário faz parte do Pacote de Obras lançado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, em comemoração aos 350 anos da cidade. Ele irá interligar os bairros Nossa Senhora das Graças, na zona Centro-Sul, e São Jorge, na zona Oeste, por meio de duas passagens subterrâneas nas ruas Pará e João Valério. A estimativa é de que todo o projeto seja concluído em até 15 meses.

Coordenada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), o adiantamento no início das demolições da segunda fase mostra que as obras seguem em ritmo acelerado segundo a engenheira fiscal da obra, Iglete Acióli. “Os dois imóveis que foram demolidos no último domingo, 21, já haviam sido desapropriados. Eles fazem parte da demolição da segunda etapa e nós adiantamos esse processo previsto dentro do cronograma”, ressaltou.

As equipes da obra também vêm trabalhando na implantação das tubulações de drenagem profunda, que possuem a função de realizar a captação das águas pluviais do complexo viário e destiná-las ao igarapé da Cachoeira Grande, na zona Oeste. Estão sendo implantadas quase 250 metros de drenagem, o que vai assegurar as boas condições da área em dias de chuva. Na sequência, a escavação das trincheiras será iniciada, dando forma ao anel viário.

Paralelamente, as equipes de obras também iniciam a terraplanagem na área e continuam a execução das 38 estacas de concreto com 12 metros de profundidade, somente na passagem da rua Pará. A mesma fundação já foi realizada no cruzamento da Constantino Nery com a João Valério. Até o momento, 393 estacas secantes já foram implantadas.

Desvios

Vale destacar que a interdição no entorno da obra continua. O condutor que vem pela Constantino Nery, sentindo bairro/Centro, que antes fazia desvio pela Arthur Bernardes, passa a seguir pelo contrafluxo na própria Constantino, assim como já fazem os ônibus do transporte coletivo.

Para quem segue do São Jorge para a Constantino Nery, há um novo desvio pela rua Emílio Ruas, em direção à avenida Brasil, uma vez que a ponte da avenida São Jorge, sentido bairro/Centro, está interditada. O fluxo para quem segue da Constantino Nery para o São Jorge, sentido Ponta Negra, segue sem alteração.

— — —

Fotos – Altemar Alcantara / Semcom

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar