Home / Cidades / Tropical Hotel Manaus tem energia cortada por falta de pagamento

Tropical Hotel Manaus tem energia cortada por falta de pagamento

A Eletrobras Distribuição Amazonas cortou, nesta quinta(30), o fornecimento de energia elétrica do Tropical Hotel Manaus, um dos mais tradicionais e luxuaosos resorts do Amazoanas.

A Eletrobrás entrou com ação de cobrança na justiça quee obteve uma liminara que foi contestada pelo estabelecimento.

O hotel, acusa a concessionária de arbitrariedade, uma vez que os trâmites do processo ainda não teriam sido concluídos.

O hotel estava mantendo as atividades com a operação de grupos geradores de energia.

Em nota, o Tropical Hotel informou  que está buscando uma solução jurídica para não prejudicar os hóspedes e nem colaboradores.

Segundo a rede hoteleira,  a Eletrobras estava cobrando valores exorbitantes,, independentemente da ocupação e do consumo de energia do estabelecimento. Devido a isso, o hotel solicitou uma revisão no medidor de energia e como não chegaram a um acordo, e o pedido não foi atendido, o Tropical ingressou com a ação judicial para tentar solucionar o problema.

Em contra partida, a concessionária de energia entrou com outra ação  pedindo para que o pagamento fosse efetuado ou o corte da energia fosse executado.

Em nota, a assessoria do estabelecimento alegou que, inicialmente, a liminar foi concedida em favor do hotel e o processo estava em regular tramitação para a perícia no medidor de energia do local ser executada. Ainda  conforme o Tropical, o processo encontra-se dentro do prazo para recurso, uma vez que a medida cautelar junto ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), visando cassar os efeitos da liminar anterior,  teve seu pedido negado.

A administração do hotel informou ter ficado surpresa com a decisão da Justiça,  visto que a medida adveio de uma sentença judicial sem julgamento do mérito e sem a conclusão da instrução do mesmo. Disse  também que “as decisões tomadas anteriormente somente poderão ser alteradas após o trânsito em julgado, o que não ocorreu até o momento. Assim, o ato da Eletrobras configura uma arbitrariedade e um desrespeito às decisões judiciais”.

 

Com informações do Jornal a Crítica

Veja Também

Bolsa Universidade contabiliza mais de 35 mil candidatos e inscrições seguem até o próximo dia 26

Com 28.329 bolsas integrais (100%) e parciais de 75% e 50% em cursos de graduação ...

Visa Manaus e Conselho de Farmácia interditam oito drogarias clandestinas

Em dois dias de operação conjunta, a Vigilância Sanitária do Município (Visa Manaus) e o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Content is protected !!