Home / Destaque / Exclusivo: Documento mostra que Professor acusado de assediar alunas do CMPM é reincidente

Exclusivo: Documento mostra que Professor acusado de assediar alunas do CMPM é reincidente

O Portal do Lobão teve acesso a documentos que mostram que o professor acusado de assediar alunas da Unidade 5 do Colégio da Polícia Militar é reinvidente, tendo sido denunciado pelo pai de uma aluna de outra Unidade. Veja:

NOTA DO COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

Na manhã deste sábado, 14 de abril de 2018, o professor de Matemática do Colégio Militar da Polícia Militar V, Waldir dos Santos Teixeira foi conduzido à DEPCA – Delegacia Especializada em Proteção á Criança e ao Adolescente, sob acusação de ter assediado alunas do 8º Ano do Ensino Fundamental II.

Não houve resistência por parte do professor, que foi conduzido á Delegacia na viatura da 12ª CICOM. A direção do CMPM V tomou todas as medidas cabíveis para a proteção da integridade, física, moral e psicológica das alunas.

Elas foram conduzidas até a DEPCA na viatura da escola, acompanhadas pelo subcomandante do CMPM V, 1º Tenente PM Trindade e a monitora, 2º Sargento PM Indira, junto com suas declarações feitas ao Corpo de Alunos da Escola. Os pais das alunas, também, foram informados para acompanharem as vitimas. As partes prestaram depoimento à delegada plantonista que adotou as medidas legais sobre o caso.

O professor, que foi imediatamente afastado, estava há menos de um mês no CMPM V, não pertencendo mais ao quadro de professores da Escola. Agora o acusado está sob a responsabilidade da Seduc – Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino, para que sejam adotados os procedimentos administrativos.

Seduc

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) informa que o professor Waldir dos Santos Teixeira já foi afastado de suas funções no Colégio Militar da Polícia Militar V (CMPM V).
A determinação partiu imediatamente após o servidor ter sido detido e conduzido à Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente, por suspeita de assédio a alunas da escola.
A Secretaria informa, ainda, que está apurando a existência de outras denúncias contra o professor. Em caso de existirem processos administrativos contra o servidor será dada celeridade para que todas as medidas administrativas legais possam ser adotadas.
A SEDUC não compactua com atos dessa natureza e repudia toda ação que atente contra a integridade física ou psicológica dos alunos.

Veja Também

Servidores do TCE participam de campanha de doação de sangue

Servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) participaram, nesta terça-feira (17), da campanha “TCE-AM ...

Professor é preso por assediar uma aluna do CMPM 5

Um professor de matemática da Unidade 5 do Colégio da Polícia Militar, no Parque das ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!