Saúde

Prefeitura de Manaus realiza 1º módulo de capacitação em psiquiatria para médicos da Atenção Primária

Com o intuito de qualificar os médicos que atendem os pacientes com transtornos mentais e potencializar os serviços da Rede de Atenção Psicossocial (Raps), a Prefeitura de Manaus realizou na manhã desta sexta-feira, 26/4, o primeiro módulo da capacitação em Psiquiatria para médicos da Atenção Primária. O evento ocorreu no auditório da Unidade Básica de Saúde (UBS) Nilton Lins, localizada na avenida Nilton Lins, no bairro Flores, zona Centro-Sul.

Nesse módulo foram abordados temas sobre o diagnóstico em psiquiatria, evidências em saúde mental, exame do estado mental e quadros psicóticos. A palestra foi ministrada pelo médico Leandro Fajardo, psiquiatra do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Benjamin Matias Fernandes, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Atualmente, Leandro é coordenador da disciplina de Psiquiatria Clínica na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

A diretora da UBS Nilton Lins, enfermeira Carolina Fonseca, frisou que diante de um cenário em que a população está cada vez mais adoecida, é necessária uma capacitação permanente dos médicos para que se consiga atuar de forma mais eficaz.

O evento é organizado pelo Departamento de Redes de Atenção (DRA), por meio da Gerência da Rede de Atenção Psicossocial, e a Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap).

Conforme a gerente da Raps da Semsa, a psicóloga Efthimia Simões,  80% dos casos de doenças mentais poderiam ser solucionados já no atendimento da Atenção Primária, por isso, a preocupação em capacitar os médicos. “Com essa capacitação, os médicos se sentirão mais preparados para realizar ações de saúde mental, possibilitando resolutividade em diversos casos de pacientes já na Atenção Primária”, explicou.

A capacitação terá duração de seis meses, sendo um módulo por mês, com uma carga horária de 4 horas, facilitando a participação dos médicos. Serão 26 horas destinadas a aulas teóricas e quatro horas de estudo de casos. A capacitação é exclusiva para os médicos da Atenção Primária de Saúde.

Para o médico Mauro Magaldi, da equipe 117 da UBS Ivone Lima, a capacitação é fundamental principalmente para os profissionais que estão trabalhando diretamente com a população. “Todos os dias chegam situações relacionadas a doenças mentais, por isso, é necessária a capacitação, que irá nos dar ferramentas para qualificar as abordagens”, disse.

Texto: Jean Holanda / Semsa

Fotos: José Nildo / Semsa

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios