DestaquePolicia

Quadrilha especializada em roubos de carga é presa durante Operação Pilar

Uma quadrilha especializada em roubos de cargas de empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) foi presa durante a quinta fase da Operação Pilar, deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Em uma única ação, em novembro do ano passado, a organização criminosa subtraiu uma carga de relógios avaliada em R$ 453 mil. Parte dos produtos foi recuperada pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), da Polícia Civil.

Finalizada nesta quarta-feira (27/03), a Operação Pilar vem ocorrendo desde a última segunda-feira (25/03) e efetuou a prisão de 61 pessoas e a apreensão de dois adolescentes por diversos crimes, principalmente tráfico de drogas. A ação foi coordenada pelo secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, o delegado-geral da Polícia Civil, Lázaro Ramos, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ayrton Norte.

Os presos da quadrilha são Leonardo Andrade de Lima, Tiago de Souza Neves, Francisco da Costa Neto e Lionaldo da Silva Magalhães. Segundo o titular da Derfd, delegado Guilherme Torres, os membros dessa organização criminosa também são suspeitos de participação em homicídios e outros roubos de carga ocorridos na capital.

O roubo à carga de relógios ocorreu em 26 de novembro, na rua Voluntários da Pátria, no bairro Vila da Prata, zona oeste da capital amazonense. De acordo com o delegado, foram recuperados 140 relógios que haviam sido roubados pelo bando, 40 deles apresentados hoje. Os demais já foram devolvidos à vítima.

Guilherme Torres detalhou como funcionava a organização das ações da quadrilha. “O líder dessa organização criminosa, que se encontra foragido, reside em outro estado, vem para Manaus, realiza todo o planejamento das ações e volta para o seu local de origem. Mas nós já o identificados e já temos um mandado de prisão contra ele”.

As prisões dos membros da quadrilha ocorreram nos bairros da Cidade Nova, na zona norte, e Raiz, zona sul. Além disso, um mandado de prisão contra Leonardo foi cumprido no Instituto Penal Antônio Trindade. Os mandados foram expedidos pela 5ª Vara Criminal, pela Juíza Andréa Jane Silva de Medeiros.

Tiago, Francisco e Lionaldo foram indiciados por roubo majorado e organização criminosa. Leonardo foi indiciado por homicídio. Além deles, foram indiciados por roubo majorado e organização criminosa Widemar Azevêdo da Costa, Renan M. de Oliveira, que estão foragidos; Fernando Reidrik e Thiago Alexandre Luz, que eram motoristas da empresa de carga.

FOTOS: ALAILSON SANTOS/POLÍCIA CIVIL

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios